Marco500  
Quem Somos--- Designers--- Eventos--- Contato
elisa pena

O interesse pela arte começou desde criança quando manipulava cera e ferramentas do laboratório de prótese do pai. Daí passou para a argila, material com o qual trabalhou grande parte da sua carreira.

Para a artista, argila é como a escrita é para o poeta – um canal de expressão. “Através da argila ou do cimento eu torno reais todas as cenas guardadas durante minha vida. Com este material coloco para fora o que habita no meu mundo interior. É dado aos artistas o poder de ver a transformação”, diz Elisa.

As obras de Elisa Pena variam entre o sacro, com esculturas de santos com inspirações barrocas e o profano, inspirado no cotidiano e nas pessoas do dia-a-dia. As esculturas da artista podem ser de pequeno, médio e grande porte e seus anjos, santos, cabeças, mulheres, nus femininos e masculinos já decoram inúmeras salas, jardins e fachadas.

Essa grande variedade de tamanhos e formas no trabalho de Elisa se deu principalmente pela descoberta da técnica do ferrocimento. Neste tipo de trabalho é aplicada manualmente uma camada de cimento e areia em uma estrutura de ferro, possibilitando mais liberdade na construção. Com ela, a artista consegue criar diversas maneiras de chegar ao resultado que pretende, trabalhando as formas em peças menores ou gigantescas e que nem por isso se tornam muito pesadas.

Quando concluída, uma escultura em ferrocimento pode oferecer sensações diversas, podendo não ser apenas visualizadas, mas também tocadas, sensação importante para a artista. Algumas peças de Elisa, também são finalizadas com limalha de ferro e cobre – constituída do pó- de-ferro ou pó-de-cobre – com resinas que depois de banhados com ácidos chegam a um resultado surpreendente.

Texto: Larissa Pampolha





  • Marco500 Design
  • Marco500 Design
  • Marco500 Design
  • Marco500 Design
  • Marco500 Design
  • Marco500 Design